A Importância da Presença na Infância

Presença
Compartilhar:

 A presença faz toda diferença!! Outro dia, trabalhando na escola, vi uma cena das crianças brincando e achei muito interessante, a forma como se organizavam era admirável ainda mais por se tratarem de crianças de 2 anos. Observava atenta quando me ocorreu registrar aquele momento, peguei o celular e iniciei um vídeo.

  Essa turma tem muitas crianças com habilidades interessantíssimas e uma delas se destaca por sua sensibilidade e as frases edificantes que ouve na igreja que a família frequenta e que espantosamente – volto a lembrar que se trata de uma criança de 2 anos – ela as usa em momentos muito oportunos. Certa vez, percebendo que uma professora estava desanimada soltou uma de suas pérolas inspiradoras e recompôs a confiança da educadora quase que instantaneamente.

   Pois bem, voltando ao meu vídeo das crianças brincando, estava eu com o celular na mão, procurando o melhor ângulo para registrar o momento quando percebo que a criança – que descrevi no parágrafo anterior – está me olhando, aceno com a cabeça e sigo focada na minha tarefa. Ao que percebo que ela vem em minha direção com um olhar penetrante, me chamando a pensar o que aqueles olhos estavam tentando me dizer. Até que, o celular foi tapado pelo corpo da criança que se joga sobre mim delicadamente, perdemos um pouco o contato visual, porém ele logo se restabelece e neste momento eu tive a certeza de que essa movimentação toda de fato queria me levar a pensar algo. Passei alguns minutos formulando possibilidades e percebi que não sou mais acompanhada pelo olhar da criança desde que larguei o celular e passei a acompanhar a turma apenas com meus próprios olhos.

   Depois, imersa em meus pensamentos, constatei que ela queria que eu olhasse para ela, mas sem uma máquina entre nós, que estivesse ali, para que nossa relação se desse de fato e sem intermediários. Ao longo do dia, me questionei por que eu estava tão empenhada em registrar aquele momento e me dei conta de que era para apresentar para as mães e pais.

   Me peguei seguindo com o raciocínio de que nos acostumamos a registrar os momentos em fotos e/ou vídeos também para fazer participar aqueles que não estão ali, na hora, no local onde o fato ocorreu. Alguns de nós usam essa ferramenta como importância social ou divulgação nas mídias.

Porém, mais importante do que registrar é viver os momentos, estar com todos os sentidos empenhados nessa relação e na conexão necessária para o pleno desenvolvimento das crianças. E para nós também pode ser motivo de grande prazer fazer parte deste momento, é por isso que escolhemos ter filhos, ser professoras, acompanhar as crianças em seu momento mais sublime.

Participar e experimentar as sensações de momentos importantes e perceber suas pequenas evoluções do dia-a-dia só é possível quando se está presente: de corpo e espírito!! É preciso estar presente na vida das crianças, mesmo que por poucos minutos do dia, as relações carecem e merecem esse olhar direto, essa abertura para as sensações e só podemos fazer isso ao deixar todas as outras tarefas de lado.

POR:
Professora Sara Larrosa
Esp. Saúde Mental Coletiva
@SLaNiñera

Presença
Compartilhar:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *