Emmi Pikler

Emmi Pikler
Compartilhar:

Emmi Pikler foi uma pediatra, nascida em 1902, em Viena, que dedicou sua carreira a observar e melhorar as condições dos cuidados prestados aos bebês e crianças pequenas. Durante os primeiros anos profissionais – 1930 – atendia as crianças em suas casas, como médica de família.

Nestes encontros orientava as mães (que naquele momento era, exclusivamente, quem se ocupava desta tarefa) sobre a importância dos momentos de cuidado íntimo e do brincar livre, sem interferência. Já nesta época ela entendia que a criança precisava de um ambiente acolhedor e ao mesmo tempo desafiador, porém sem a mediação do adulto nas descobertas das crianças.

Em 1946, pós-guerra, Emmi Pikler assume o Instituto para cuidados de crianças órfãs, na rua Lóczy Lajos, no. 3, em Budapeste, na Hungria. Nos primeiros dias como diretora Pikler tenta implementar suas descobertas sobre o desenvolvimento infantil, para garantir que as crianças sob seus cuidados sejam tratadas com carinho, respeito e liberdade.

Contudo foi difícil para as enfermeiras que ali estavam entender sua ABORDAGEM, para além de uma forma de agir, Emmi Pikler nos deixou orientações sobre como entender o desenvolvimento dos bebês e crianças. Então, foi necessário substituir a equipe por pessoas abertas a fazer diferente, coerentemente com o que Pikler vinha estudando e observando.

Ela logo treinou a nova equipe e intensificou a importância da delicadeza ao se dirigir a um bebê, especialmente as crianças institucionalizadas, que até então eram apontadas como incapazes, traumatizadas e outros tantos adjetivos pejorativos, mas que eram a realidade daquele momento.

Em 1961, Loczy se tornou o berçário metodológico, onde são fomentados os estudos e aprimoramento da Abordagem. São produzidos textos e documentos em vídeo para servir de suporte profissional e metodológico às várias creches do país – posteriormente do mundo – e para apoiar a formação de gestores seniores.

Foi com carinho, segurança e liberdade que Emmi Pikler pode anos depois constatar que as crianças cuidadas na Rua Lóczy Lajos eram tão ou mais bem sucedidas em sua vida adulta, que as crianças criadas no seio dos lares húngaros.

Emmi Pikler faleceu em 1984 e dois anos depois o orfanato se tornou “Instituto Pikler” e atualmente é um Centro de Formação e uma Escola de Educação Infantil.

Se a Abordagem Pikler cuidou muito bem das crianças órfãs, imagina o que pode fazer pelas suas!!?

Compartilhar:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *